, , , ,

Teia D’Ideias “Desporto Adaptado”

O ciclo de tertúlias Teia D’Ideias regressa em Outubro. Já no próximo dia 10 de Outubro às 21h na Casa Manuel Teixeira Gomes em Portimão, terá lugar mais uma tertúlia Teia D’Ideias subordinada ao tema “Desporto Adaptado”.
O desafio lançado pela CM Portimão, no âmbito de Portimão – Cidade Europeia do Desporto, levou-nos a dinamizar o projeto Desporto e Atividade Física Acessível, permitindo que as pessoas portadoras de deficiência sejam ativas desportivamente, tenham acesso a condições adequadas ao desenvolvimento de um plano regular e continuado de atividade desportiva, no sentido de promover maior e melhor qualidade de vida.

Para isso contaremos no nosso painel de convidados com Clarisse Mendes Terapeuta Ocupacional do CHUA, Prof. Assistente Instituto Politécnico de Beja; Gunilla dos Santos, mãe de um atleta medalhado mundialmente de natação adaptada, Luís Brito treinador de Vela adaptada e Presidente da Teia D’Impulsos e João Arco Técnico de Desporto Adaptado da APPC Faro, Pós-Graduado em Educação Especial.

O Teia D’Ideias é um projecto do Centro Cidadania Activa e Intervenção Cívica (CAIC) da Teia D’Impulsos com o apoio da Câmara Municipal de Portimão, das Águas do Algarve e da Delta.
Mais informações acerca desta e doutras iniciativas da Associação Teia D’Impulsos
em www.teiadimpulsos.pt e na página de facebook da Teia D’Impulsos.

Portimão, 8 de Outubro de 2019
A Direção da Teia D’Impulsos

 

, ,

Teia D’Ideias “Da Prevenção do Suicídio à Promoção da Saúde Mental”

O ciclo de tertúlias Teia D’Ideias regressa em Setembro. No dia 19 de Setembro às 21h na Casa Manuel Teixeira Gomes em Portimão, terá lugar o 3º Episódio da 4ª Série de tertúlias Teia D’Ideias subordinada ao tema “Da Prevenção do Suicídio à Promoção da Saúde Mental”.

O suicídio é um problema de saúde pública e assume, no caso particular da região do Algarve, uma dimensão muito significativa. O mês de Setembro é, a nível nacional e internacional, um mês em que se levam a cabo diferentes iniciativas com vista à sensibilização das pessoas para as mais diversas questões relacionadas com a temática.

Neste âmbito, este Teia D’Ideias, integrado nas atividades que estão a ser desenvolvidas pelo Serviço de Psiquiatria da Unidade de Portimão do Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA), irá reunir um conjunto de especialistas que vão debater diversas questões relacionadas com a Prevenção do Suicídio, em particular no que respeita aos jovens e aos idosos, contribuindo dessa forma para uma melhor sensibilização da população.

Para isso contaremos no nosso painel de convidados com Maria do Carmo Cruz, Psiquiatra do CHUA – Unidade de Portimão; Ana Paula Gouveia, Enfermeira do ACES Barlavento II – Unidade de Cuidados na Comunidade (UCC) Dunas do Centro de Saúde de Portimão; Patrícia Carneiro, Enfermeira da UCC Mons Cicus e Paula Teixeira, Professora do Agrupamento de Escolas Júdice Fialho. A moderação da tertúlia estará a cargo de Marina Carvalho, Psicóloga do CHUA – Unidade de Portimão e docente do Instituto Superior Manuel Teixeira gomes (ISMAT).

O Teia D’Ideias é um projecto do Centro Cidadania Activa e Intervenção Cívica (CAIC) da Teia D’Impulsos com o apoio da Câmara Municipal de Portimão, do ISMAT, das Águas do Algarve e da Delta.

Mais informações acerca desta e doutras iniciativas da Associação Teia D’Impulsos em www.teiadimpulsos.pt e na página de facebook da Teia D’Impulsos.

 

 

Portimão, 11 de Setembro de 2019

A Direção da Teia D’Impulsos

 

 

, ,

A Escola e o Desporto – Serão os temas debatidos no próximo Teia D’Ideias

O próximo Teia D’Ideias terá lugar no dia 11 de Abril pelas 21.00h, subordinado ao tema “A Escola e o Desporto” [Programa da Capital Europeia do Desporto] a acontecer na Casa Manuel Teixeira Gomes em Portimão.

Participe!

 

,

Parentalidade no séc. XXI- que desafios é tema do Teia d’Ideias

O próximo Teia d’ Ideias  tem como tema de debate a “Parentalidade no séc.XXI – que desafios?”

A parentalidade é uma área de grande relevância na atualidade, e apesar da esmagadora maioria dos pais considerar a parentalidade como a “melhor experiência das suas vidas”, o medo, o receio e as dúvidas em relação a este processo fundamental atormenta os pais, principalmente, por receio de errarem e de não conseguirem cumprir os seus objetivos, influenciando negativamente o percurso de vida dos seus filhos.

Emerge assim a necessidade de debater esta temática na nossa sociedade, com o objetivo principal de abordar os desafios dos pais na sociedade atual, verificando as respostas que existem para colmatar as dificuldades vivenciadas pelas famílias num dos papeis mais importantes da vida, a parentalidade.

Entre os participantes neste debate estarão o Dr. Fernando Guerreiro – Ginecologista /Obstetra CHUA ; Drª Inês Serras –  Pediatra HPA Saúde; Drª Kelley Rocha – Psicóloga CHUA e o Dr. Horácio Paulino – Pediatra HPA Saúde

O próximo Teia D’Ideias terá lugar no próximo dia 21 de Março, pelas 21.00 horas, na Casa Manuel Teixeira Gomes, Portimão.

 

 

, ,

Teia d’Ideias volta a ser espaço de debate aberto à sociedade civil

O doente oncológico é tema central do primeiro Teia d’ideias – 7 de fevereiro

Casa Manuel Teixeira Gomes

No dia 7 de fevereiro, pelas 21h00, o ciclo de tertúlias Teia d’ ideias está de volta à Casa Manuel Teixeira Gomes para mais uma temporada de debates abertos à participação da sociedade cívil que, durante o ano irá abordar temas que estão na ordem do dia e que a apelam a uma participação ativa dos cidadãos.

A primeira sessão será subordinada ao tema: O suporte da comunidade ao doente oncológico – Que respostas, que lacunas?”. O papel do meio envolvente no tratamento e recuperação dos doentes oncológicos, bem como no apoio às respectivas famílias, estará no centro desta mesa-redonda que pretende debater sobre as soluções que existem actualmente e o que ainda falta fazer na região neste âmbito.
Entre os participantes neste debate estarão: A Liga Portuguesa Contra o Cancro – Dr.ª Vanda Serrano; Centro Hospitalar do Algarve – Dr.ª Magda Cordeiro; Segurança Social – Dr.ª Mª do Rosário Lourenço e Dr.ª Marília Redondo; Equipa Comunitária de Suporte em Cuidados Paliativos do Barlavento – Dr.ª Jovana Bjelanovic; Laço Brilhante -Sónia Pacheco, Projeto ONNCOVIDA com Rafaela Mendes e Dr. Luís Quintino, autor do livro “Geometria do Amor- Na luta contra o Cancro”.

Esta iniciativa é promovida pela Associação Teia D’Impulsos e conta com o apoio do Município de Portimão, sendo que ao longo do ano de 2019 serão vários os temas de debate.
Esta iniciativa é promovida pela Associação Teia D’Impulsos que em breve lançará o projeto HOPE, especialmente dedicado ao “doente oncológico” com vista à melhoria da qualidade das suas condições de vida, procurando promover a acessibilidade a diferentes terapias e actividades que resultem no seu bem-estar e na adopção de estilos de vida que potenciem a sua saúde e uma vivência tranquila no seu processo de doença.

O longo do ano de 2019 serão vários os temas que irão ser traduzidos ao debate nomeadamente ligados à temática desportiva sendo Portimão Cidade Europeia do Desporto, contando esta iniciativa com o apoio do Município.

Mais informações acerca desta e de outras iniciativas da Associação Teia D’Impulsos em www.teiadimpulsos.pt ou através do e-mail geral@teiadimpulsos.pt.

 

, , , ,

O doente oncológico no centro do próximo Teia D’Ideias

O Teia D’Ideias está de volta para mais um espaço de debate aberto à sociedade civil.  É já no próximo dia 7 de Fevereiro, pelas 21h00, que se realiza na Casa Manuel Teixeira Gomes, em Portimão, a primeira tertúlia de um ciclo que se decorrerá ao longo de todo o ano de 2019, sempre abordando temas na ordem do dia e que apelam a uma participação activa dos cidadãos.

Esta primeira sessão será subordinada ao tema “O suporte da comunidade ao doente oncológico – Que respostas, que lacunas?”. O papel do meio envolvente no tratamento e recuperação dos doentes oncológicos, bem como no apoio às respectivas famílias, estará no cerne desta mesa-redonda que pretende esclarecer sobre as soluções que existem actualmente e o que ainda falta fazer na região neste âmbito.

Entre os participantes neste espaço de debate, estarão: A Liga Portuguesa Contra o Cancro – Dr.ª Vanda Serrano; Centro Hospitalar do Algarve – Dr.ª Magda Cordeiro; Segurança Social – Dr.ª Mª do Rosário Lourenço e Dr.ª Marília Redondo; Equipa Comunitária de Suporte em Cuidados Paliativos do Barlavento – Dr.ª Jovana Bjelanovic; Laço Brilhante -Sónia Pacheco, Projeto ONNCOVIDA com Rafaela Mendes e  Dr. Luís Quintino com o seu livro “Geometria do Amor- Na luta contra o Cancro”.

Esta sessão do Teia D’Ideias enquadra-se na actividade desenvolvida pelo projecto HOPE da Associação Teia D’Impulsos. O projecto HOPE visa a criação de condições para uma melhoria da qualidade de vida dos doentes oncológicos do Barlavento algarvio, promovendo a acessibilidade a diferentes terapias e actividades que resultem no seu bem-estar e na adopção de estilos de vida que potenciem a sua saúde e uma vivência tranquila no seu processo de doença.

Mais informações acerca desta e de outras iniciativas da Associação Teia D’Impulsos em www.teiadimpulsos.pt ou através do e-mail geral@teiadimpulsos.pt.

 

Portimão, 29 de Janeiro de 2019

A Direção da Teia D’Impulsos

 

 

 

, ,

O Suporte da comunidade ao doente oncológico – Que respostas, que lacunas? | Teia D’Ideias 5

O Teia D’Ideias enceta o ciclo de Tertúlias para este ano, no próximo dia 07 de Fevereiro às 21h, com o tema “O suporte da comunidade ao doente oncológico – Que respostas, que lacunas?” a acontecer na Casa Manuel Teixeira Gomes em Portimão, com o intuito de dar a conhecer a visão de várias entidades e convidados, acerca das Respostas e Lacunas ao doente Oncológico e família, no Algarve.

 

No âmbito desta temática, estará representado o Projecto HOPE, um dos projetos da Associação Teia D’Impulsos, que tem como grande objetivo sedimentar o papel desta Associação, na sociedade local e regional, como promotora do apoio ao doente oncológico e impulsionadora da discussão e reflexão sobre as mais diversas temáticas de interesse regional.

 

Participe e contribua com a seu impulso!!

 

,

O Património Religioso do Algarve no DiVaM

No dia 26 de Maio, pelas 16h00, a Ermida de Nossa Senhora de Guadalupe irá acolher o evento “Fé e Memória”, organizado pela Associação Teia D’Impulsos e integrado na edição de 2018 do DiVaM – Dinamização e Valorização dos Monumentos.

Os espaços patrimoniais e as tradições religiosas do Algarve dão o mote à tertúlia Teia D’Ideias que irá abrir o evento com um desafio: Pensar o Património Religioso do Algarve com os olhos no futuro. A dar corpo ao debate, estarão seis convidados: Rui Parreira, arqueólogo e Director de Serviços de Bens Culturais da Direcção Regional de Cultura do Algarve; Antónia Fialho Conde, professora do Departamento de História da Universidade de Évora e investigadora integrada do CIDEHUS – Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades, que integrou o projecto “Memórias religiosas e ação patrimonial no Mediterrâneo. Coexistência confessional e afirmação patrimonial”; Susana Paté Gomes, responsável pelo Serviço de Conservação e Restauro do Museu Municipal de Faro; o Padre Miguel Neto, director do Sector da Pastoral do Turismo da Diocese do Algarve e fundador da ArtGilão – Atividades Religiosas e Turísticas de Tavira; Andreia Pintassilgo, designer de comunicação e autora da dissertação de mestrado “Como comunicar uma manifestação religiosa no século XXI: o caso da Mãe Soberana em Loulé”; e Susana Martins de Sousa, delegada da Associação Espaço Jacobeus no Algarve e mestre em marketing turístico com a tese  “Memórias de Santiago: do Património aos Itinerários dos Peregrinos”.

Seis especialistas com perspectivas e abordagens diversas sobre a memória e o património religioso no Algarve irão reflectir sobre o seu estado presente, os desafios previstos e as ameaças sentidas, sempre com os olhos no futuro. Que estratégias para comunicar este património? Como envolver as novas tecnologias na sua preservação e mediação? E o turismo religioso – deve ser uma aposta do Algarve? Estas e outras questões animarão o debate cuja moderação estará a cargo de Nuno Silva.

Mas a tarde não fica completa sem um espaço para a música. O grupo coral Adágio, dirigido pelo maestro António Alves Alferes Pereira, irá brindar os presentes com um repertório de música medieval e renascentista que promete uma viagem no tempo até aos sons e melodias contemporâneas dos primórdios da ermida de Nossa Senhora de Guadalupe.

A acção “Fé e Memória” terminará com um cocktail com degustação de produtos regionais disponibilizados pela Mercearia Algarve.

Como vê, são muitas as boas razões para passar a tarde de sábado, dia 26 de Maio, na ermida de Nossa Senhora de Guadalupe, com um novo olhar sobre o nosso passado e a nossa identidade regional.

“Fé e Memória” é uma acção com o apoio da Direcção Regional de Cultura do Algarve e integrada no Ano Europeu do Património 2018.

Mais informações acerca desta e outras iniciativas da Associação Teia D’Impulsos em www.teiadimpulsos.pt ou através do e-mail geral@teiadimpulsos.com.

 

Portimão, 10 de Maio de 2018

A Direcção Teia D’Impulsos

,

“Identidade e Revitalização dos Centros Antigos” é o tema do próximo Teia D’Ideias

 

O PROJECTO CIDADANIA ACTIVA & INTERVENÇÃO CÍVICA [CAIC] assume-se como um dos projectos-âncora da Associação Teia D’Impulsos, com o grande objectivo de sedimentar o papel que a Teia D’Impulsos desempenha na sociedade local e regional como promotora da cidadania activa e impulsionadora da discussão e reflexão sobre as mais diversas temáticas de interesse regional.

Neste sentido, o Teia D’Ideias volta a marcar presença no próximo dia 22 de Fevereiro de 2018, pelas 21h00, na Sociedade Vencedora Portimonense. É bem no coração do centro antigo de Portimão que iremos reflectir sobre o tema da “Identidade e Revitalização dos Centros Antigos”.

Nesta partilha de exemplos a serem apresentados e debatidos como forma de revitalização dos centros históricos das cidades, contaremos no nosso painel de convidados com a presença de Joaquim Mealha da Casa da Cultura de Loulé, Nuno Pereira da Associação LAC – Lagos, Lucinda Caetano, investigadora “A Forma e a Identidade da Cidade” e Renato Figueira, da Sociedade de Gestão Urbana de Vila Real de Santo António e Davide Alpestana, da Associação de Desenvolvimento Comercial da Zona Histórica de Faro.

O formato do Teia D’Ideias é livre e flexível consistindo na realização de uma tertúlia aberta à sociedade civil onde todos os participantes podem manifestar as suas opiniões e ideias.

 

Mais informações sobre esta ou outras iniciativas da Associação  Teia D’Impulsos: www.teiadimpulsos.pt, página de facebook da Teia D’Impulsos ou do Espaço Raiz.  Poderá contactar-nos através do email geral@teiadimpulsos.pt ou para o número 910174814.
Portimão,19 de Fevereiro de 2018
A Direção da Teia D’Impulsos

 

, , ,

Tertúlia “O Impacto do Voluntariado” em balanço

Após uma interrupção de cerca 3 anos, o Teia D’Ideias regressou à tribuna. Foi na passada noite de 5 de Dezembro na Casa Manuel Teixeira Gomes em Portimão, que teve lugar o 1º Episódio da 4ª Série de tertúlias Teia D’Ideias subordinada ao tema “O Impacto do Voluntariado para o Desenvolvimento Económico e Social Local”, precisamente no dia em que se assinalava o Dia Mundial do Voluntariado para o Desenvolvimento Social e Económico. Em 1985, a Organização das Nações Unidas (ONU) instituiu o dia 5 de dezembro como o dia internacional do voluntário, de forma a dar a conhecer e promover as ações de voluntariado em todas as esferas da sociedade. Foi também este o grande objectivo desta edição do Teia D’Ideias a um nível local.

O painel de participantes na tertúlia foi constituído por Teresa Mendes, Vereadora da Câmara Municipal de Portimão; José Vieira, representante da Delegação do Algarve do IPDJ; Frederico Lemos, pároco da Paróquia de Nossa Senhora do Amparo e um dos responsáveis pelo seu Centro Social; José Sousa, 2º Comandante dos Bombeiros Voluntários de Portimão em representação da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Portimão; Manuela Santos, Presidente da Cáritas da Paróquia da Igreja Matriz de Portimão; e Maria Fernanda Teixeira, Presidente da Associação Elos de Esperança (voluntários da Unidade Hospitalar de Portimão do Centro Hospitalar Universitário do Algarve).

O mote para o debate foi precisamente dado por um texto publicado recentemente por Maria Fernanda Teixeira: “Ao doarem a sua energia e a sua generosidade, os voluntários respondem a um impulso básico: o desejo de ajudar, de colaborar, de compartilhar alegrias, de aliviar sofrimentos, de compaixão e de solidariedade. Altruísmo e responsabilidade são sentimentos profundamente humanos.”

Teresa Mendes partilhou com os presentes a visão do município de Portimão em relação à importância que o voluntariado tem a nível local, não apenas na dimensão socio-caritativa, mas também em outras dimensões como a cultura, a divulgação do património, ou o desporto. Apesar de não existir ainda um programa específico para a promoção do voluntariado a nível municipal, a autarquia esforça-se por apoiar as associações e colectividades onde os voluntários exercem a sua atividade. José Vieira falou-nos dos vários programas que o IPDJ tem de promoção do voluntariado para os mais jovens e alertou para a situação da procura dos mais jovens por estas experiências ser inclusivamente superior à oferta que está disponível. Salientou a importância da formação dos voluntários, chamando a atenção para a legislação vigente e para os direitos e deveres que os voluntários têm, bem como para as responsabilidades das entidades que usufruem do trabalho voluntário.

Frederico Lemos, José Sousa, Manuela Santos e Maria Fernanda Teixeira partilharam as suas experiências pessoais como voluntários, bem como a atividade desenvolvida actualmente pelas entidades de onde são provenientes. Foi salientado o volume e o impacto que o trabalho voluntário tem no desenvolvimento da importante atividade social que estas associações desempenham na comunidade portimonense.

Da discussão que se seguiu destacam-se algumas ideias importantes, nomeadamente: a importância que o trabalho voluntário tem no crescimento pessoal e social dos mais jovens; a necessidade das escolas serem mais pró-activas na promoção do voluntariado; a constatação de que existe actualmente uma vasta oferta de diferentes formas de voluntariado disponíveis para todas as gerações; a importância do voluntariado na aquisição de competências sociais e na formação do caracter com valores como a disciplina, o esforço, o trabalho e o compromisso; a necessidade de oferta de formação geral sobre o voluntariado para a população, tomando como exemplo os programas que o IPDJ tem disponíveis para os mais jovens.

É de realçar no entanto, que quem se entrega a este ato de cidadania dedica-se muitas vezes mais horas semanais do que as 35 horas dum trabalhador. É necessário também proteger esta generosidade de cada um destes voluntários, de forma a que não haja aproveitamento das entidades responsáveis dum trabalho não remunerado que já não se pode considerar voluntariado. Importa garantir que o voluntariado não seja um substituto de mão-de-obra.

Para terminar a tertúlia, todos os participantes foram convidados a lançar uma ideia ou um repto para a promoção do voluntariado de forma a aumentar ainda mais o seu impacto para o desenvolvimento económico e social a nível local. Ficaram registadas as seguintes ideias:

  • Lançamento em Portimão dum programa de valorização do voluntariado. Dar visibilidade às instituições que promovem o voluntariado e dar visibilidade ao trabalho que os voluntários desenvolvem. Criação pelo município dum prémio de Boas Práticas para premiar projectos de voluntariado locais.
  • Desenvolver um trabalho de coordenação com as várias associações e outras entidades que na cidade acolhem o trabalho voluntário, de forma a coordenar e divulgar a oferta existente a nível local para todos os interessados.
  • Cultivar nas escolas um espírito de cidadania e participação ativa sensibilizando e estimulando os mais jovens para o voluntariado.
  • Valorizar o trabalho do voluntário, não de forma monetária, mas de outras formas como o reconhecimento social, vantagens sociais a nível municipal, realização de atividades recreativas a eles dedicadas, etc.
  • Criação de programas de formação não específica em Voluntariado, que sejam de fácil acesso e sem custos associados para todos os interessados em participar.

O Teia D’Ideias é um projecto do Centro Cidadania Activa e Intervenção Cívica (CAIC) da Teia D’Impulsos com o apoio da Câmara Municipal de Portimão.