João Pinto completa desafio “Algarve Há Vela”

Pinto

Está Concluído o Desafio “Algarve Há Vela”!
João Pinto, paraplégico com lesão medular desde há dois anos, percorreu a costa algarvia a bordo de uma embarcação à vela, este fim-de-semana de Páscoa 17 e 20, com o objectivo de promover a prática da vela adaptada para pessoas com deficiência.
O objectivo da Vela Adaptada é promover a prática da vela a pessoas portadoras de deficiência, criando condições materiais e humanas à acessibilidade e integração social dos seus praticantes, com relevo especial à formação de todos os interessados e seus acompanhantes.

Comparativamente com a vela tradicional, os barcos de vela adaptada têm de ser mais seguros e não podem virar. A prática da modalidade exige um menor esforço físico, mas em termos teóricos, técnicos e tácticos é muito semelhante à vela tradicional. A vela torna-se então uma oportunidade privilegiada de obter (ou manter) uma relação os desportos aquáticos e o mar. As dificuldades existem evidentemente, mas o voluntarismo e a vontade tudo ultrapassa.
No âmbito do Projecto Vela Solidária e na sequência do início da actividade da Escola de Vela Adaptada, em 2013 – tendo como objectivo proporcionar a participação em regatas inseridas nos quadros competitivos nacionais e internacionais, João Pinto aceitou o desafio e lançou-se na aventura.
Nas palavras do João, “Considero que nasci para o desporto, é por isto que gosto de viver. Este é um desafio que quero concretizar para sensibilizar e promover a vela adaptada a pessoas com deficiências.”

Mais informações em Algarve Há Vela