O projeto FICAFérias Inclusivas para a Comunidade Algarvia, da Teia D’ Impulsos, encetou a meados de Julho, procurando prestar um serviço de qualidade promovendo autonomia, inclusão social, qualidade de vida e bem-estar a todos os participantes, nomeadamente às pessoas em situação de desvantagem e/ou incapacidade, em articulação ativa com as famílias, amigos, voluntários e associados.

FICA- Férias Inclusivas para a Comunidade Algarvia, um espaço pedido por pais de crianças e jovens com deficiência, pensado por amigos e voluntários e possível pelo apoio da Câmara Municipal de Portimão e Escola Poeta António Aleixo em Portimão e com o impulso da Associação Teia d’Impulsos.

O FICA nasceu de várias vontades, de várias sensibilidades, multiplicando ambições, sorrisos, experiências e sobretudo alegria.

Conseguimos dançar, fazer yoga e meditação, cerâmica, andar à vela, ir ao cabeleireiro, andar na passerelle … tanta coisa a acontecer…

É uma vida a dividir. É uma vida a fazer acontecer. É uma vida a receber para depois se poder dar.

Pretendemos demonstrar que a diferença é apenas um obstáculo, uma adversidade que não confina nem define quem tem o sucesso como sonho e a autonomia como ambição.

Este programa, para além do valor lúdico, desportivo e cultural, teve como objetivo principal um carácter social e pedagógico. Este programa pretende preencher uma lacuna de organização e resposta social que se verifica na falta conceção de programas de férias especializados para as crianças e jovens com necessidades especiais.

Este espaço proporcionou às crianças, jovens e suas famílias novas experiências de vida, contacto com a natureza e integração na comunidade, promoção de autonomias e aumento da qualidade de vida.

Permitiu ainda, a partilha de experiências de vida, desenvolvimento de novas competências e consolidação de relações sociais importantes de entreajuda que se generalizam depois a outros contextos.

Este projecto foi um sucesso a todos os níveis. Quer para os clientes, quer para as suas famílias, quer a para a equipa executora. Pelo o impacto que promoveu nos envolvidos e na comunidade.

O desafio será que mais Municípios e tutelas, repliquem e promovam iniciativas FICA, por todo o Algarve, por todo o País. Promovendo uma resposta diferenciadora, única, inovadora e necessária. Responsabilidade de todos nós enquanto comunidade.

O Presidente TDI