Entries by Rita Inácio

“Navegar pela Mente” vence IV Prémio Municipal do Voluntariado

“Navegar pela Mente” vence IV Prémio Municipal do Voluntariado

No Dia Internacional do Voluntariado, a TDI recebeu o 1.º Prémio, na categoria Coletivo, da IV edição do Prémio Municipal do Voluntariado, atribuído pelo Município de Portimão. O projeto “Navegar pela Mente” propõe-se a disponibilizar a prática de vela aos utentes do Hospital de Dia de Psiquiatria e Reabilitação do Centro Hospitalar Universitário do Algarve – Portimão. 

A TDI acredita que “aliar a prática de vela ao processo de reabilitação será uma mais valia” para todos os beneficiários, “estimulando competências sociais e cognitivas, aumentando a autoestima e promovendo a reintegração e participação ativa na sociedade”. O projeto deverá abranger cerca de 11 voluntários.

Associativismo, Profissionalização e Sustentabilidade

Artigo de Opinião

Luís Brito, Presidente da Teia D’Impulsos

O movimento associativo tem, nos últimos anos, sofrido um conjunto significativo de imposições legais e procedimentais que levaram à obrigatória mudança de paradigma do dirigismo associativo. Deixou de ser sustentável as associações viverem com base numa gestão em que “cada um dá o que pode”. A gestão dos recursos humanos, as obrigações legais, a informatização dos processos e a dinâmica social e económica do século XXI impõem aos dirigentes um novo posicionamento e compromissos com maiores responsabilidades e conhecimento. Esta nova realidade só após mais de 20 anos deste novo século, começa a ser considerada por dirigentes que, pela sua enorme dedicação, espírito de missão e conhecimento das atividades, das suas associações, entendem a necessidade de se profissionalizarem.

A profissionalização dos recursos humanos nas associações iniciou-se há muito, nomeadamente nas IPSS, cujas atividades que desenvolvem implicam a presença de técnicos especializados. Hoje, muitos desses técnicos assumem cargos de direção aproximando a gestão da operação, os recursos das necessidades e a inovação da missão. Em termos latos, a sustentabilidade das associações deixou de estar suportada no voluntarismo e boa vontade e passou a alicerçar-se na visão e na profissionalização.

As exigências legais e processuais, para além da responsabilidade legal, só têm uma resposta adequada quando alicerçadas na profissionalização ou, no outro extremo, no voluntariado garantido por total disponibilidade. De forma simples, é imperativo cada vez mais tempo e mais conhecimento, que não é mais do que dotar as associações de técnicos especializados e de dirigentes profissionalizados. Este novo paradigma sustenta-se, muitas das vezes, na dupla função de dirigente e técnico, mais que não seja pela escassez de pessoas disponíveis para o associativismo.

Este novo paradigma do dirigismo e da gestão das associações desperta, à partida, duas visões para a sustentabilidade. Como pagar todas estas remunerações? E que oportunidades se abrem com a profissionalização dos recursos humanos ligados às associações? As associações têm de deixar de ser entendidas como um grupo de pessoas, muitas vezes um grupo de amigos, que fazem umas coisas em prol da comunidade do território onde têm a sua sede. Pelo contrário, as novas tecnologias e a cada vez maior mobilidade projetam nas associações a responsabilidade de expandirem a sua área de intervenção, quer em termos geográficos quer em termos sociais. 

Ao se agregar a especialização e a profissionalização da gestão das associações às oportunidades que as tecnologias e o conhecimento possibilitam, será possível inovar e implementar soluções, com modelos de negócio, e com impacto que por si só alavanquem a sustentabilidade, nas suas várias dimensões. 

O futuro das associações assenta, assim, na profissionalização.

*In Linkedin: https://www.linkedin.com/company/teia-d-impulsos/

Teia D’Impulsos organiza Webinars de Desporto para Todos

Depois de organizar o Congresso Nacional de Desporto para Todos, em 2021, a Teia D’Impulsos prepara terreno para a internacionalização do evento, através da concretização de dois webinars durante o próximo mês.

Nos dias 8 e 15 de fevereiro, pelas 21h00, estão todos convidados a assistir e a participar nos Webinars de Desporto para Todos. No primeiro dia (8), começa-se por olhar para “O Desporto Adaptado enquanto ferramenta de integração” com Ana Reyes, e também perceber “O impacto do Desporto nas Doenças Crónicas” com a ajuda de Rui Batalau. A moderação destes momentos será feita pela vice-presidente da TDI, a psicóloga Cândida Rocha Pereira.

Uma semana depois, no dia 15, reflete-se sobre “A importância da Literacia Motora nas crianças e jovens”, na companhia de José Guilherme, e “O Desporto como ferramenta para o Envelhecimento Ativo” com o apoio de Pedro Batalau. A moderar este dia estará o técnico de desporto Carlos Gordinho.

Os Webinars de Desporto para Todos têm a parceria do Município de Lagoa, do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) e do Programa Nacional Desporto para Todos. Para assistir, gratuitamente, a estas conversas basta inscrever-se AQUI.

A Teia D’Impulsos pretende, desta forma, “continuar a promoção e formação na área do Desporto para Todos” tendo já agendado o Congresso Internacional de Desporto para Todos para o último trimestre deste ano.

Torneio de Padel solidário angaria bens e fundos para instituições que apoiam crianças e jovens

A Matilha Padel Team organizou, no primeiro fim de semana do mês, o seu primeiro Torneio Solidário no Clube de Ténis e Padel de Portimão, com o objetivo de angariar bens para instituições que apoiam jovens.

O grupo informal de padel decidiu celebrar o seu 1.º aniversário de forma solidária e com excelentes resultados. Foram angariados bens alimentares e produtos de higiene e limpeza no valor de, aproximadamente, 3.500 euros; 804 euros em numerário e ainda bastante roupa e brinquedos, igualmente repartidos pelo Núcleo Hospitalar de Apoio a Crianças e Jovens em Risco, do Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA – Portimão), e pelo Lar de Crianças Bom Samaritano.  

A Matilha Padel Team recebe também, durante o evento, uma elevada quantidade de material reciclável (tampas, rolhas, caricas, etc.) para entregar à Espiral de Vontades, em Monchique. A Associação Teia D’Impulsos juntou-se à causa, enquanto parceira, identificando as instituições a apoiar e fazendo a ligação entre si. 

“Acreditamos na continuação de iniciativas deste género”

O Torneio contou com 117 participantes que, divididos por equipas formadas em sorteio, competiram nas categorias masculinos (40 duplas) e mistos (30 duplas). Este formato de sorteio “é uma das características que definem o nosso grupo e que promovem o desportivismo e a aceitação por parte de todos os elementos”, segundo os organizadores. Nos masculinos venceu a dupla Rui Mariano e António Sá Júnior, enquanto nos mistos se destacaram Fiona Butler e Miguel Marreiros. Ainda assim, a organização não duvida de que “os grandes vencedores foram todos aqueles que contribuíram de forma fantástica, superando todas as expetativas e levando-nos a acreditar na continuação de iniciativas deste género”.

Um Clube de Leitura para quem gosta de ler, de ouvir ler e de escrever

A Associação Teia D’Impulsos dá as boas vindas a 2023 com novos projetos e sinergias. É o caso do ARCO – Clube de Leitura que começa, este sábado, a concretizar os seus encontros na sede da TDI, no Espaço Raiz. 

Foi no ano passado que Fátima Monteiro e Graça de Sousa se juntaram para criar um movimento cívico, espaço de encontro cultural, ao qual chamaram ARCO – Clube de Leitura. O seu objetivo é “fomentar o convívio de cidadãos que gostem de ler ou de ouvir ler, também que apreciam escrever e partilhar o que escrevem”, revelam as fundadoras. Todos são bem-vindos, independentemente da idade ou profissão, e uma das aspirações é atrair cada vez mais jovens para este intercâmbio cultural.

Já se falou de escritores lusófonos de renome e leram-se trechos de obras suas” como também “foram referidos nomes de cidadãos que, não sendo escritores consagrados, gostam de escrever e fazem-no com qualidade, tendo sido lidos textos em prosa ou verso da sua autoria”. Mas não apenas de literatura se ocupa o ARCO, asseguram, pois “outras atividades culturais também terão aqui a sua oportunidade” no futuro. 

Os encontros mensais do ARCO começaram por decorrer na Confeitaria Patrícia Sorato, passando depois a acontecer no Green Heart at Cloque.

Teia D’Impulsos acolhe projeto na sua sede

Chegamos a 2023 e os participantes do ARCO – Clube de Leitura incentivaram as suas fundadoras a “encontrar um espaço que favorecesse o crescimento e a consolidação” do projeto. A Associação Teia D’Impulsos acolhe o ARCO, a partir de agora e no primeiro sábado de cada mês, na sua sede no Espaço Raiz, Pedra Mourinha, Portimão. 

Fátima Monteiro e Graça de Sousa afirmam ter sido “muito bem recebidas pela Teia D’Impulsos, que não só nos disponibilizou um espaço para os encontros como se dispôs a partilhar sinergias, no sentido de concretizar os objetivos das duas associações que são afins em muitas vertentes”. O próximo encontro literário decorre já este sábado, 7 de janeiro, pelas 16h30, no Espaço Raiz e é dedicado ao escritor João Carlos Carranca, que estará presente no evento, e ao seu mais recente livro “Zulmarinho Delírios ao Sabor das Ondas”. Não perca!

Beber um café enquanto se fala sobre a morte e os cuidados paliativos

Beber um café enquanto se fala sobre os cuidados paliativos

Um evento onde as pessoas bebem um café, comem um bolo, e falam sobre a morte. Eis o convite da Equipa de Apoio Psicossocial (EAPS) do Centro Hospitalar Universitário do Algarve (CHUA) em parceria com a Teia D’Impulsos. Um Death Café sobre os Cuidados Paliativos.

Foi isso que leu. Porque haverá de ser um tabu falar sobre a morte? “Healing Hearts and Communities” foi o lema escolhido pela World Hospice Palliative Care Alliance (WHPCA) para celebrar o Dia Mundial dos Cuidados Paliativos este ano, assinalado a 8 de Outubro.

Nesse âmbito a EAPS CHUAlgarve organiza, em “estreita parceria e colaboração” com a Associação Teia D’Impulsos, descrita pela EAPS enquanto “espaço de referência para iniciativas de cariz comunitário e de promoção da inclusão”, um Death Café sob o tema “Sentir Compassivo”. O encontro decorre na próxima segunda feira, 19 de Dezembro, entre as 18h00 e as 19h30, na sede da Teia D’Impulsos, no Espaço Raiz em Portimão.

Este Death Café funcionará como um espaço acolhedor, de partilha de reflexão, e contará com a presença de vários convidados e representantes de instituições e associações que “desenvolvem um trabalho de proximidade nas comunidades onde se inserem”.

Os seus objetivos passam por desmistificar mitos e preconceitos associados à morte e aos cuidados paliativos; sensibilizar e informar para temas como as comunidades compassivas, doença avançada, final de vida e processo de morte; contribuir para o envolvimento dos cidadãos no apoio à pessoa doente e respetivas famílias e, ainda, promover a literacia em saúde nesta área tão específica do cuidar.

Novo projeto “Navegar pela Mente” vence IV Prémio Municipal do Voluntariado

No Dia Internacional do Voluntariado, a TDI recebeu o 1.º Prémio, na categoria Coletivo, da IV edição do Prémio Municipal do Voluntariado, atribuído pelo Município de Portimão. O projeto “Navegar pela Mente” propõe-se a disponibilizar a prática de vela aos utentes do Hospital de Dia de Psiquiatria e Reabilitação do Centro Hospitalar Universitário do Algarve – Portimão. 

A TDI acredita que “aliar a prática de vela ao processo de reabilitação será uma mais valia” para todos os beneficiários, “estimulando competências sociais e cognitivas, aumentando a autoestima e promovendo a reintegração e participação ativa na sociedade”. O projeto deverá abranger cerca de 11 voluntários.

Teia D’Impulsos concretiza Ação de Natal educativa “Dar para Educar”

“Dar para Educar” é o mote da ação de Natal que a Associação Teia D’Impulsos concretiza este ano, através da recolha de material artístico e jogos didáticos para o apoio à aprendizagem de todas as crianças, para uma comunidade escolar mais inclusiva, no Agrupamento de Escolas Eng. Nuno Mergulhão, em Portimão.

A Teia D’Impulsos uniu-se ao Agrupamento de Escolas Eng. Nuno Mergulhão para dotar os seus Centros de Apoio à Aprendizagem e Unidade de Multideficiência de “materiais de desgaste, jogos educativos e didáticos” nesta quadra natalícia. Quem quiser contribuir para esta causa, deve deslocar-se ao piso superior do Espaço Raiz, em Portimão, e deixar a sua prenda junto à Árvore de Natal da associação até dia 15 de Dezembro.

A subdiretora Gisela Maia avança que a iniciativa beneficiará cerca de 129 alunos, entre os 4 e os 16 anos, de todo o Agrupamento. Os materiais de desgaste (ex. lápis de carvão e cor, marcadores, tintas, pincéis, cola, plasticina, cartolina, papel celofane e moosgummi) são usados para “promover atividades de expressão plástica”, enquanto os jogos educativos e didáticos desenvolvem “competências cognitivas, sensoriais e emocionais” além da “concentração, linguagem/comunicação, memória visual, cálculo, raciocínio lógico, motricidade fina e o pensamento estratégico”, descreve a responsável.

O Agrupamento de Escolas Eng. Nuno Mergulhão avança ainda uma lista com sugestões de alguns dos jogos mais benéficos para esse desenvolvimento: jogos de sequência lógica (ações, cartões, dados) e de memória visual, puzzles, brinquedos didáticos de madeira, globo, kits de Boccia, Scrabble, Jenga, O Sabichão, Monopólio Júnior, Trivial Pursuit Júnior, “Eu descubro as emoções” e “As minhas afirmações positivas”.

Nas palavras de Gisela Maia, “esta ação ajuda a desenvolver o espírito associativo, a entreajuda, a solidariedade e a inclusão. Este tipo de associativismo fomenta a partilha de uma cidadania ativa apresentando-se como estratégicos na construção de uma sociedade proativa e de uma comunidade escolar inclusiva”.

Pela parte da Teia D’Impulsos, a vogal da Direção e mentora da iniciativa, Inês Reis, comenta: “O Natal é uma altura de partilha, esperança e alegria. Com esta ação pretendemos levar sorrisos e novas ferramentas de aprendizagem a crianças e jovens tão especiais.”

TDI vence 2.º Prémio Regional “Boas Práticas do Voluntariado Jovem 2022”

A Direção Regional do Algarve do IPDJInstituto Português do Desporto e Juventude distinguiu, no passado dia 16 de novembro, as boas práticas de voluntariado jovem de associações e autarquias e o trabalho de clubes desportivos. “Valorizar a organização e promoção da atividade de voluntariado, como prática com impacto junto da comunidade e determinante para a aquisição de competências pelos jovens voluntários“, foi o objetivo do IPDJ.

No diploma do 2.º Prémio Regional, entregue à Teia D’Impulsos, poderá ler-se: “melhor entidade promotora de projetos de voluntariado no Algarve ao abrigo dos programas Agora Nós e Voluntariado Jovem para a Natureza e Florestas“. A TDI aproveitou a ocasião para apresentar o projeto ECOS – Oficina de Dança Inclusiva, destinada a pessoas de todas as idades com e sem deficiência.

O nosso reconhecimento à Associação “Sê Mais Sê Melhor” que venceu o 1.º Prémio e irá assim representar o Algarve na final nacional.

Se quiser ser voluntário da TDI, escreva-nos!

Teia D’Impulsos elege novos Órgãos Sociais para o triénio 2023-2025

Teia D’Impulsos elege novos Órgãos Sociais para o triénio 2023-2025

A Associação Teia D’Impulsos convocou os sócios para a eleição de novos órgãos sociais para o triénio 2023-2025. Começa assim um novo capítulo na história da associação algarvia, que se compromete acima de tudo a continuar o seu trabalho social junto da comunidade.

As eleições decorreram este sábado, 5 de novembro, na sede da Teia D’Impulsos no Espaço Raiz, Portimão. Com a apresentação de uma única lista para assumir as “rédeas”, o novo presidente é Luís Brito, sócio fundador e presidente entre 2016 e 2021, fazendo-se acompanhar por um conjunto de pessoas mais ecléticas e com experiências de vida muito diversificadas, que mantêm forte ligação à associação e que estão empenhadas em prosseguir antigos e importantes projetos, pelos quais a Associação é conhecida, mas também “abraçar” novos desafios.

Nova direção TDI 

A direção da Teia D’Impulsos passa assim a ser constituída por Luís Brito (presidente), Cândida Pereira (vice presidente), Guilherme Ribeiro (tesoureiro), Rui Cintra (secretário), Daniela Duarte (vogal), Inês Reis (vogal) e Roberto Vieira (vogal).

A Mesa da Assembleia Geral é presidida por João Monteiro, com Luís Ramalho como vice-presidente e António Catarino como secretário. Já o Conselho Fiscal é composto por André Mota (presidente), Vitória de Matos (vice presidente) e Maria Dirce Barbara (secretária).

“Uma história alicerçada numa forte relação com a comunidade e uma relação aberta com os seus parceiros”

Nas palavras de Luís Brito, “a Teia D’Impulsos tem uma história alicerçada numa forte relação com a comunidade e uma relação aberta com os seus parceiros” e essa é “uma cultura que pretendemos reforçar com a continuidade de projetos âncora, como é o caso da Rota do Petisco, da Vela Solidária ou do FICA, mas que terá de ser alavancada com respostas adequadas à nossa realidade sócio-económica”. 

O presidente admite, ainda, que “a sustentabilidade do trabalho desenvolvido, quer a nível interno quer no que respeita ao impacto social, constituirá a linha orientadora de atuação independentemente da dimensão ou durabilidade de cada ação ou projeto”. 

A par da intervenção social, um parâmetro transversal a todas as áreas de intervenção e a todos os projetos TDI, também a sustentabilidade ambientalserá o mote de muitas atividades”, adianta o responsável, acrescentando que “assumimos a responsabilidade ambiental como um dos pilares de desenvolvimento organizacional para a Teia D’Impulsos, para todas as áreas de intervenção”.   

Para terminar, a relação com os sócios e o nutrir do seu sentimento de pertença à associação também revela ser uma das apostas da nova direção: “Este é um legado que pretendemos respeitar e valorizar com o desenvolvimento de uma relação de proximidade e partilha com todos os sócios, desde os fundadores até aos mais recentes.